Resumo sobre articulações sinoviais







Elemento interposto entre as peças que se articulam é um líquido denominado sinóvia ou líquido sinovial;

Essa característica garante maior mobilidade a essas articulações;

Principal meio de união entre as extremidades ósseas da articulação é a cápsula articular.

Características comuns a todas as articulações sinoviais: presença de cápsula articular, cavidade articular e líquido sinovial;

Superfícies articulares são revestidas em toda a sua extensão por cartilagem articular hialina;

A integridade da cartilagem articular está ligada a fatores como grau de funcionalidade e alinhamento biomecânico da articulação.

Outros componentes adiante...


Cápsula Articular

- Membrana de tecido conjuntivo que envolve a articulação sinovial como um manguito;

- Possui uma membrana fibrosa (externa) e a membrana sinovial (interna);

- Ligamentos capsulares, extra-capsulares e intracapsulares auxiliam a cápsula na importante função de manter a estabilidade articular.

- Cavidade articular é o espaço virtual onde se localiza o líquido sinovial.

- O líquido sinovial é transparente e viscoso;Funções: Nutrição e lubrificação das articulações, com um mínimo de atrito e desgaste.



Discos articulares e Meniscos

- Formações fibrocartilaginosas encontradas em várias articulações sinoviais, interpostas às superfícies articulares;

- Funções: Otimizam a adaptação das superfícies que se articulam, aumentando a congruência entre elas; recebem cargas importantes, agindo como amortecedores.

Bursas e Bainhas Sinoviais


- Sacos fechados de revestimento sinovial presentes entre mm, tendões, ossos e ligamentos e que visam facilitar o deslizamento dessas estruturas.

- Bainha sinovial de tendões facilita o deslizamento destes quando passam através de túneis fibrosos e ósseo



Classificação Funcional das Articulações Sinoviais

- Mono-axiais: Articulações realizam movimentos em torno de um eixo, ou seja, possuem apenas 1 grau de liberdade;

- Bi-axiais: Articulações realizam movimentos em torno de dois eixos de movimento. Portanto, possuem 2 graus de liberdade;

- Tri-axiais: Articulações realizam movimentos em todos os eixos de movimento, possuindo 3 graus de liberdade


Classificação Morfológica das Articulações Sinoviais



- Critério básico para classificação é a forma das superfícies articulares;

- A variedade e a amplitude dos movimentos realizados em uma articulação dependem da morfologia das superfícies que entram em contato;

- Há grandes divergências quanto a essa classificação no que diz respeito à nomenclatura.


Articulações Sinovias Planas

- Superfícies articulares planas ou ligeiramente curvas;

- Permitem discreto deslizamento das superfícies em qualquer direção;

- Amplitude de movimento reduzida.

- Ex: articulações inter-társicas


Articulações sinoviais em Gínglimo ou Dobradiça


- Também chamadas de articulações em dobradiça

- São mono-axiais e só se movimentam em torno do eixo látero-lateral- flexãoextensão.

- Nessa categoria nem sempre a forma definirá a articulação como gínglimo. Ex: articulação úmero-ulnar no cotovelo

Articulações Sinoviais Trocóides

- Superfícies articulares tem aspecto cilindróide;

- São mono-axiais e permitem apenas a rotação, em torno do eixo céfalo-caudal;

- Exemplo: Articulação rádio-ulnar proximal


Articulações Sinoviais Condilares

- Superfícies articulares tem forma elíptica (elipsóide);

- Permitem flexão e extensão e adução e abdução;

- São bi-axiais, pois possuem dois eixos de movimento: látero-lateral e ântero-posterior

- Ex: articulação rádio-cárpica


Articulações Sinoviais em Sela

- Nessa categoria, uma das superfícies articulares tem forma de sela;

- Apresentam concavidade em um sentido e convexidade em outro e se encaixa em

uma peça onde esse sentido é inverso;

- São bi-axiais e permitem movimentos ao longo dos eixos ântero-posterior e látero-lateral.

- Ex: articulação trapézio-metacarpal do polegar


Articulações Sinoviais Esferóides


- Superfícies articulares esferóides que se encaixam em receptáculos ocos;

- São tri-axiais, ou seja, permite movimentos em torno dos três eixos;

- Exemplos: articulações gleno-umeral e coxo-femoral.


Articulações Siviais Simples x Compostas


- Simples: Quando a articulação é formada por duas peças ósseas. Ex: Articulação tíbiotársica

- Compostas: Quando a articulação é formada por três ou mais peças ósseas. Ex: Articulação do cotovelo
Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Nenhum comentário

    Tecnologia do Blogger.