Resumo sobre articulações sinoviais


>



Elemento interposto entre as peças que se articulam é um líquido denominado sinóvia ou líquido sinovial;

Essa característica garante maior mobilidade a essas articulações;

Principal meio de união entre as extremidades ósseas da articulação é a cápsula articular.

Características comuns a todas as articulações sinoviais: presença de cápsula articular, cavidade articular e líquido sinovial;

Superfícies articulares são revestidas em toda a sua extensão por cartilagem articular hialina;

A integridade da cartilagem articular está ligada a fatores como grau de funcionalidade e alinhamento biomecânico da articulação.

Outros componentes adiante...


Cápsula Articular

- Membrana de tecido conjuntivo que envolve a articulação sinovial como um manguito;

- Possui uma membrana fibrosa (externa) e a membrana sinovial (interna);

- Ligamentos capsulares, extra-capsulares e intracapsulares auxiliam a cápsula na importante função de manter a estabilidade articular.

- Cavidade articular é o espaço virtual onde se localiza o líquido sinovial.

- O líquido sinovial é transparente e viscoso;Funções: Nutrição e lubrificação das articulações, com um mínimo de atrito e desgaste.



Discos articulares e Meniscos

- Formações fibrocartilaginosas encontradas em várias articulações sinoviais, interpostas às superfícies articulares;

- Funções: Otimizam a adaptação das superfícies que se articulam, aumentando a congruência entre elas; recebem cargas importantes, agindo como amortecedores.

Bursas e Bainhas Sinoviais


- Sacos fechados de revestimento sinovial presentes entre mm, tendões, ossos e ligamentos e que visam facilitar o deslizamento dessas estruturas.

- Bainha sinovial de tendões facilita o deslizamento destes quando passam através de túneis fibrosos e ósseo



Classificação Funcional das Articulações Sinoviais

- Mono-axiais: Articulações realizam movimentos em torno de um eixo, ou seja, possuem apenas 1 grau de liberdade;

- Bi-axiais: Articulações realizam movimentos em torno de dois eixos de movimento. Portanto, possuem 2 graus de liberdade;

- Tri-axiais: Articulações realizam movimentos em todos os eixos de movimento, possuindo 3 graus de liberdade


Classificação Morfológica das Articulações Sinoviais



- Critério básico para classificação é a forma das superfícies articulares;

- A variedade e a amplitude dos movimentos realizados em uma articulação dependem da morfologia das superfícies que entram em contato;

- Há grandes divergências quanto a essa classificação no que diz respeito à nomenclatura.


Articulações Sinovias Planas

- Superfícies articulares planas ou ligeiramente curvas;

- Permitem discreto deslizamento das superfícies em qualquer direção;

- Amplitude de movimento reduzida.

- Ex: articulações inter-társicas


Articulações sinoviais em Gínglimo ou Dobradiça


- Também chamadas de articulações em dobradiça

- São mono-axiais e só se movimentam em torno do eixo látero-lateral- flexãoextensão.

- Nessa categoria nem sempre a forma definirá a articulação como gínglimo. Ex: articulação úmero-ulnar no cotovelo

Articulações Sinoviais Trocóides

- Superfícies articulares tem aspecto cilindróide;

- São mono-axiais e permitem apenas a rotação, em torno do eixo céfalo-caudal;

- Exemplo: Articulação rádio-ulnar proximal


Articulações Sinoviais Condilares

- Superfícies articulares tem forma elíptica (elipsóide);

- Permitem flexão e extensão e adução e abdução;

- São bi-axiais, pois possuem dois eixos de movimento: látero-lateral e ântero-posterior

- Ex: articulação rádio-cárpica


Articulações Sinoviais em Sela

- Nessa categoria, uma das superfícies articulares tem forma de sela;

- Apresentam concavidade em um sentido e convexidade em outro e se encaixa em

uma peça onde esse sentido é inverso;

- São bi-axiais e permitem movimentos ao longo dos eixos ântero-posterior e látero-lateral.

- Ex: articulação trapézio-metacarpal do polegar


Articulações Sinoviais Esferóides


- Superfícies articulares esferóides que se encaixam em receptáculos ocos;

- São tri-axiais, ou seja, permite movimentos em torno dos três eixos;

- Exemplos: articulações gleno-umeral e coxo-femoral.


Articulações Siviais Simples x Compostas


- Simples: Quando a articulação é formada por duas peças ósseas. Ex: Articulação tíbiotársica

- Compostas: Quando a articulação é formada por três ou mais peças ósseas. Ex: Articulação do cotovelo
Resumo sobre articulações sinoviais Resumo sobre articulações sinoviais Revisado by Faça Fisioterapia on 07:00 Nota: 5

Nenhum comentário