Com a idade, o corpo passa a ficar cada dia mais delicado. A osteoporose, doença que diminui a densidade dos ossos, tornando-os mais pro...

Quem já teve fratura por osteoporose geralmente tem outras




Antes de ler esse post, inscreva-se na newsletter e receba notícias da Fisioterapia no seu email. Clique aqui
https://lh3.googleusercontent.com/-zaT7TmtZn6o/UDVJJu-LVkI/AAAAAAAACY0/Aq89QWmSANk/s448/osteoporose-sintomas.jpg

Com a idade, o corpo passa a ficar cada dia mais delicado. A osteoporose, doença que diminui a densidade dos ossos, tornando-os mais propensos a fraturas, é uma das condições que podem surgir com o avanço da idade. Lidar com o problema é complicado e exige atenção redobrada, uma vez que o principal objetivo é evitar que as fraturas aconteçam.

Sim, já existem estatísticas que provam que quem já teve uma fratura por osteoporose fatalmente terá outras. Quando o paciente se fratura, significa declínio da qualidade de vida. Se um osteoporótico cai, a fratura pode levar a comorbidades maiores, como ficar de cama

O que deve ser feito é deixar o osso mais forte. A melhor forma de fazer isso é cuidar dele desde criança. Criar um osso considerado bom desde a infância ajuda a preservá-lo na velhice. Um osso adequado tem densidade e qualidade, formado por 90% de colágeno e 10% de outras proteínas. A relação entre esses componentes e os minerais ósseos define um osso saudável: constantemente, durante toda a vida do indivíduo, acontece a remodelação óssea, processo em que o osso muda de tamanho e de forma durante o crescimento. Esse processo de remodelação acontece sequencialmente e começa pela reabsorção, seguida da formação de um novo osso.

Na osteoporose, há um desequilíbrio, uma vez que o organismo reabsorve mais do que forma um novo osso.

Os hábitos de vida também são importantes nesse processo. Esse 'fortalecimento ósseo' se dá com uma alimentação adequada e atividades físicas. Tabagismo e outros habitos que ajudam a enfraquecer esse processo não são bem-vindos.


Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter


Indicação de Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Poste um Comentário

0 comentários:

Faça Fisioterapia