Os cistos sinoviais são nódulos firmes cheios de fluido sinovial que podem aparecer de forma repentina junto a articulações, especialme...

Saiba mais sobre cistos sinoviais




Antes de ler esse post, inscreva-se na newsletter e receba notícias da Fisioterapia no seu email. Clique aqui
Os cistos sinoviais são nódulos firmes cheios de fluido sinovial que podem aparecer de forma repentina junto a articulações, especialmente nas mãos e punhos. 

Estes cistos crescem a partir de tecidos normais originados das articulações e das bainhas sinoviais dos tendões e podem variar no tamanho, desde quase imperceptíveis a nódulos volumosos e deformantes.

Leia também

Tabagismo e doenças pulmonares

Sinóvia é o nome dado ao tecido que recobre as juntas e os tendões. Este tecido produz um fluido espesso que lubrifica as articulações e os tendões. Um defeito neste processo pode provocar a produção de líquido sinovial fora do sítio apropriado.
Conforme o cisto enche com fluido sinovial ele aumenta de volume e fica aparente com o aspecto de um nódulo. Apesar de serem relativamente freqüentes e crescerem rapidamente eles não se espalham e não se comportam como câncer e não são destrutivos localmente. Podem inclusive desaparecer espontaneamente em alguns casos.

SINTOMAS:

Muitas vezes os cistos sinoviais são dolorosos, especialmente quando está se formando. As dores e o volume do cisto podem aumentar quando há maior uso da mão. Movimentos de preensão e flexão-extensão do punho provocam piora da dor.
Os cistos podem surgir em qualquer lugar da mão, mas costumam aparecer na região dorsal ou palmar do punho e na face palmar da base dos dedos.

DIAGNÓSTICO:

O diagnóstico é feito pelo exame médico especializado e usualmente é confirmado através de ultra-sonografia da região afetada.
Nos cistos assintomáticos a simples observação, sem nenhum tratamento adicional costuma ser a primeira opção de tratamento.

TRATAMENTO:


Nos casos dolorosos, pode-se tentar a aspiração do fluido sinovial e a injeção de corticóides localmente. Este tratamento provoca melhora transitório da maioria dos pacientes, mas há chance elevada de recidiva do cisto em poucos meses.
Nos casos claramente sintomáticos o tratamento de escolha é a remoção cirúrgica do cisto. Neste caso, além de ressecar o cisto deve-se retirar a origem do tecido que produz o líquido sinovial, o qual é identificado durante a cirurgia através do pedículo que conecta a bolsa sinovial e a área articular de onde é produzido o fluido.
A cirurgia pode ser feita por via aberta ou artroscópica, de acordo com a preferência do cirurgião.
Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Indicação de Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Poste um Comentário

0 comentários:

Faça Fisioterapia