Fisioterapia aquática para doenças reumáticas


>



http://www.korpussaude.com.br/files/cursos/curso-de-hidroterapia-ou-fisioterapia-aquatica-2.jpg

A Fisioterapia aquática é a prática de exercícios terapêuticos ou preventivos em piscinas aquecidas associada ou não a manuseios, manipulações, hidromassagem e massoterapia, configurada em programas de tratamento específicos para cada paciente.

A fisioterapia aquática vem sendo indicada e utilizada por médicos e fisioterapeutas em diversos programas de reabilitação multidisciplinares, principalmente na área reumatológica. A expansão e aceitação dessa técnica de reabilitação resultam da resposta positiva dos pacientes e da alta taxa de sucesso quanto a resultados e, às vezes, é o único meio que permite a movimentação do paciente com doença reumática.

O fisioterapeuta realiza uma avaliação e projeta um programa de exercícios que se adeque às necessidades individuais e, ao mesmo tempo, monitora, a cada sessão, os níveis de fadiga e dor, entusiasmo, motivação e ganhos funcionais do paciente. Reavaliações são realizadas periodicamente para determinar e graduar o nível de recuperação e traçar novos objetivos para evoluir as habilidades do meio aquático para o uso de tais habilidades no dia a dia do paciente.

Nas doenças reumatológicas, a maioria das complicações ocorrem nas articulações. As lesões articulares primárias específicas da doença ou a disfunção ortopédica secundária ao esforço anormal sobre estruturas frágeis do corpo podem resultar em disfunções do tronco, extremidades superiores e inferiores, o que acaba por alterar a biomecânica da postura, marcha e amplitude de movimento, por exemplo, deformidades articulares, fraqueza muscular (tendinite, bursite, etc.).

Na piscina, o calor da água que circunda a articulação alivia a dor e relaxa a musculatura periarticular.  A flutuação  proporciona a diminuição da tensão sobre as articulações. A limitação da movimentação, assim como a rigidez articular, são reduzidas devido ao alívio da dor e da sustentação das articulações pela flutuação, durante a movimentação.

A fraqueza da musculatura periarticular de uma ou mais articulações afetadas, assim como outros problemas como a frouxidão ligamentar, alterações do funcionamento biomecânico e/ou manifestações extra-articulares são trabalhadas através de exercícios. A flutuação também pode ser utilizada como auxilio do exercício e gradualmente ser reduzida para dar maior resistência ao movimento. A capacidade funcional é restabelecida gradativamente com a melhora da atividade muscular e articular do paciente, restabelecendo a sua confiança e capacidade de realizar movimentos também fora da água.

Principais objetivos com os exercícios
-Alívio da dor e do espasmo muscular;
-Manutenção ou restauração da força muscular em torno das articulações dolorosas;
-Redução da deformidade e aumento da amplitude de movimentação em todas as articulações afetadas;
-Manutenção da amplitude de movimentação e força muscular das articulações não afetadas;
-Restauração da confiança e reeducação da função.

Rotina terapêutica dos pacientes pode incluir a hidrocinesioterapia, que é constituída de:
1. Exercícios isolados de membros superiores, membros inferiores e tronco para fortalecimento e ganho de amplitude de movimento;
2. Exercícios de alongamento para aumentar a flexibilidade;
3. Treinamento de marcha, propriocepção e iniciação de sustentação do peso;
4. Técnicas de posicionamento usadas para diminuir a dor;
5. Trabalho de condicionamento geral;
6. Exercícios para coordenação, equilíbrio, agilidade.

Indicações da fisioterapia aquática para pacientes reumáticos
Existem, também, técnicas específicas de exercícios usadas em combinação e adaptadas aos pacientes individualmente. Cada técnica contribui de alguma maneira para a estabilização apropriada das articulações, recuperando os padrões de movimentos sinérgicos normais. Podemos utilizar a técnica de "Bad Ragaz" ou "método dos anéis", a técnica de Watsu e outras já explicadas anteriormente.

- Alto nível de dor
- Desvios de marcha
- Mobilidade diminuída
- Contraturas musculares
- Fraqueza muscular
- Coordenação limitada
- Transferência de peso inadequada
- Diminuição de resistência muscular
- Flexibilidade diminuída
- Disfunções posturais
- Propriocepção deficiente

Patologias reumáticas mais frequentes tratadas na fisioterapia aquática
- Disfunções da coluna vertebral
- Osteoartrite/osteoartrose
- Fibromialgia
- Espondiloartropatias
- Artrite reumatoide
Fisioterapia aquática para doenças reumáticas Fisioterapia aquática para doenças reumáticas Revisado by Faça Fisioterapia on 07:28 Nota: 5

Nenhum comentário