Artrite reumatoide e a Fisioterapia


>






Artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune, inflamatória, crônica, que pode acometer todas as articulações, causando dor, inchaço (edema) e/ou aumento de temperatura local.

Alguns pacientes também podem apresentar febre baixa, anemia, cansaço (fadiga) e elevação de proteínas de fase aguda em exame laboratorial como velocidade de hemossedimentação (VHS) e proteína C reativa (PCR). A artrite reumatoide pode apresentar-se em qualquer idade e sexo, mas é mais comum em mulheres entre 30 e 50 anos de idade. A causa da doença não é bem estabelecida, sabe-se que há um importante fator genético envolvido.

O diagnóstico da artrite reumatoide é baseado em critérios clínicos como inflamação (dor e edema) articular, principalmente em pequenas articulações (mãos e, punhos), associado a alterações em exames laboratoriais como fator reumatoide, peptídeos citrulinados cíclicos (anti-CCP), VHS e, PCR, combinados ou não com alteração em exames de imagem como Raio X e/ou ultrassom.

Além das complicações inerentes a doença, como deformidade e dor que levam a incapacidade e disabilidade, a artrite reumatoide é considerada um fator de risco para doenças cardiovascular. Para minimizar este risco deve-se controlar a atividade inflamatória da doença, outras doenças e fatores de risco associadas, como: hipertensão, diabetes, tabagismo, dislipidemia.

O tratamento da artrite reumatoide é dividido em tratamento não medicamentoso: que consiste de orientações em geral, prescrição de órteses, terapia ocupacional e adaptações; tratamento medicamentoso: que consiste de anti-inflamatórios, corticosteroides oral ou infiltração, drogas modificadoras do curso da doença convencionais e biológicas; e tratamento cirúrgico: indicado para pacientes com disfunção grave, ruptura de tendão ou destruição articular.

Você pode fazer tratamento com um fisioterapeuta ou fisiatra, que lhe ensinará exercícios para ajudar a manter as articulações flexíveis. O profissional pode também sugerir novas maneiras de fazer tarefas diárias, para aliviar as articulações. Por exemplo, se seus dedos estão doloridos, você pode pegar um objeto usando os antebraços.

Existem também dispositivos auxiliares que podem tornar as atividades mais fáceis e evitar a dor nas articulações. Por exemplo, uma faca de cozinha equipada com uma alça de serra ajuda a proteger seus dedos e articulações do pulso.

O tratamento fisioterapêutico visa inicialmente a diminuição e o controle do processo inflamatório das regiões acometidas através de recursos que promovem analgesia e diminuição da inflamação, assim dando condições para que o tecido mantenha e recupere a amplitude de movimento articular e força muscular, restaurando o equilíbrio osteomuscular, favorecendo a manutenção do condicionamento cardiorrespiratório, prevenindo a osteoporose e fraturas, mantendo a marcha e o equilíbrio, proporcionando uma boa qualidade de vida ao indivíduo.

O uso de estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) sendo utilizado no controle da dor crônica estimulando as fibras nervosas que transmitem sinais ao encéfalo podem ser utilizados devido a rigidez matinal, que é acompanhada de dor e de comprometimento nos quadris e tornozelos.

Os exercícios ativos vão proporcionar uma melhora na potência muscular e aumento de amplitude de movimento. A fadiga pode ser tratada através da cinesioterapia aeróbica e com técnicas de relaxamento.

O profissional deve sempre educar o paciente em relação às técnicas adequadas para a conservação de energia e quais são as melhores formas de proteger as articulações que são sensíveis a danos.

A artrite reumatoide não tem cura, o objetivo do tratamento é diminuir a inflamação, controlar a dor, prevenir destruiçao e deformidade articular. A prescrição ideal varia para cada paciente. Após o controle da doença, é necessário manter o tratamento específico por um longo tempo. A participação e o envolvimento dos familiares é fundamental para o sucesso do tratamento.

Você pode estudar Fisioterapia na Reumatologia através de artigos científicos. Clique aqui e conheça o CD VIRTUAL de artigos científicos da Fisioterapia Reumatológico.
Artrite reumatoide e a Fisioterapia Artrite reumatoide e a Fisioterapia Revisado by Faça Fisioterapia on 06:47 Nota: 5

Nenhum comentário