Mexer o corpo melhora a função das juntas, fortalece músculos que circundam essas estruturas, aprimora a flexibilidade e o equilíbrio,...

Exercícios funcionais da Fisioterapia na Reumatologia




Antes de ler esse post, inscreva-se na newsletter e receba notícias da Fisioterapia no seu email. Clique aqui

Mexer o corpo melhora a função das juntas, fortalece músculos que circundam essas estruturas, aprimora a flexibilidade e o equilíbrio, derruba o risco de piripaques cardiovasculares (uma das maiores causas de morte nesses sujeitos), afasta a depressão e a ansiedade e pode até mesmo diminuir o uso de fármacos como os analgésicos e os corticoides.

O treinamento funcional é todo exercício focado na necessidade do praticante. Pensada para alcançar um resultado preestabelecido, esta prática é uma boa escolha enquanto coadjuvante de um tratamento em casos de doenças reumatológicas.

Para usar exercícios funcionais na Fisioterapia a Reumatologia é preciso voltar a fisiologia das articulações.

As articulações no corpo possuem dois tipos de necessidades: estabilidade e mobilidade.

Para um funcionamento correto tudo precisa de equilíbrio. Mobilidade demais cria uma articulação propensa a lesões, enquanto estabilidade demais com pouco mobilidade cria rigidez.

Se existem duas necessidades, o que você deve trabalhar primeiro?

A abordagem joint by joint, utilizada no Treinamento Funcional, mostra que cada articulação possui um necessidade primária. Algumas tem a tendência de se tornarem rígidas, exigindo um trabalho de mobilidade durante a reabilitação. Outras se tornam extremamente móveis, como a lombar, e precisam de estabilidade.

Abaixo você pode conferir as principais necessidades:

Cervical Mobilidade
Ombro Estabilidade
Coluna torácica Mobilidade
Coluna lombar Estabilidade
Quadril Mobilidade
Joelho Estabilidade
Tornozelo Mobilidade
Estabilidade

As atividades, por serem dinâmicas, progressivas e não repetitivas, fortalecem a musculatura, devolvendo ao paciente em tratamento reumático a restituição da amplitude muscular e articular -independente de idade, sexo, peso ou doença apresentada. Os treinos de aproximadamente 50 minutos são criados pelo educador físico de modo a exercer com melhor precisão os pontos a serem mexidos durante a intervenção.


image.png

Esse guia Exercícios Funcionais para Fisioterapia  foi pensado e feito com esse objetivo de ajudar o fisioterapeuta a lidar com treinamento funcional voltado para reabilitação. Portanto, é importante dizer, desde já, que como é específico para a recuperação de pacientes, ele não te dará conhecimento para aplicá-lo como se fosse um profissional de Educação Física. A indicação do conteúdo que compõe esse guia é voltando para reabilitação/recuperação de pacientes.















Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Indicação de Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Poste um Comentário

0 comentários:

Faça Fisioterapia