Fisioterapia na Espondilose









A espondilose é uma situação onde há uma pequena fratura de uma vértebra da coluna, que normalmente se agrava dando origem a uma espondilolistese, que é quando o disco intervertebral 'escorrega' para trás, deformando a coluna, podendo pressionar um nervo e causar sintomas como dor nas costas e dificuldade para se movimentar.

Acesse o blog da Fisioterapia

Essa situação não é exatamente o mesmo que uma hérnia de disco, porque na hérnia apenas do disco é afetado, sendo comprimido. No caso da espondilose uma (ou mais) vértebras da coluna 'escorregam para trás', devido a uma fratura do pedículo vertebral e pouco tempo depois também o disco intervertebral acompanha esse movimento, chegando para trás, causando dor nas costas e sensação de formigamento. No entanto, em alguns casos é possível ter uma espondilolistese com hérnia de disco ao mesmo tempo.

A espondilose e espondilolistese são mais comuns na cervical e lombar, mas também podem afetar a coluna torácica.


O tratamento conservador, não cirúrgico, é eficaz e está indicado na maioria das situações:

  • Medicamentos (ou remédios) anti-inflamatórios, analgésicos e relaxantes musculares, podem aliviar a dor e permitir uma reabilitação mais adequada;
  • Fisioterapia, incluindo aplicação de calor, gelo, massagem, ultrassons ou eletroestimulação. O reforço muscular ativo, o treino cardiovascular e o controlo do peso estão igualmente indicados;
  • Coletes ou ortóteses lombares e colares cervicais são úteis para alguns doentes, mas provocam descondicionamento muscular pelo que não devem ser usados sistematicamente;
  • Fazer repouso pode ser necessário temporariamente, mas deve ser desaconselhado e preferir a recuperação ativa.

Intervenções minimamente invasivas como infiltrações articulares, bloqueios nervosos ou radiofrequência podem ser benéficas em determinados pacientes.

A cura definitiva pode ser alcançada com a cirurgia que reposiciona a coluna no seu local original, mas tratamentos com remédios e fisioterapia podem ser suficientes para alívio da dor.

As sessões de fisioterapia para espondilose e espondilolistese ajudam a completar o tratamento com medicamentos, permitindo aliviar as dores mais rapidamente e reduzindo a necessidade de doses mais elevadas.

Nas sessões de fisioterapia são feitos exercícios que aumentam a estabilidade da coluna e aumenta a força dos músculos abdominais, diminuindo o movimento das vértebras, facilitando a redução da inflamação e, consequentemente, aliviando a dor.

Podem ser usados equipamentos eletrônicos para alívio da dor, técnicas de terapia manual, exercícios de estabilização lombar, fortalecimento dos abdominais, alongamentos dos ísquiostibiais, localizadas na parte de trás das pernas. E ainda podem ser recomendado exercícios de RPG, Pilates Clínico e Hidrocinesioterapia, por exemplo. 


Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Nenhum comentário

    Tecnologia do Blogger.