Fisioterapia na Artrose e Artrite dos dedos do pé










Os pés têm uma estrutura complexa, composta de 26 ossos, mais de 30 articulações e vários músculos, tendões, ligamentos e nervos. Ele  é dividido em três regiões: o retropé (parte de trás do pé - tornozelo) composto pelo osso do calcanhar e pelo astrágalo; o mediopé (região do pé mais próxima ao tornozelo) composto pelos ossos navicular, cubóide e cuneiformes; e o antepé (parte mais distal do pé, onde se encontram os dedos) composto pelos metatarsos e falanges.

A maioria dos pés possuem uma forma de arco, que distribui o peso do corpo entre os vários ossos e articulações. Os pés com um arco mais baixo tendem a ser mais flexíveis, enquanto aqueles com um arco mais alto são menos flexíveis. Arcos mais altos ou mais baixos não necessariamente são um problema, mas eles podem aumentar a sua chance de desenvolver problemas nos pés ao longo do tempo.

As principais causas de dor nos pés são:
  • Artrite e artrose
  • Dor nos tecidos moles
  • Lesão nos nervos
  • Problemas de circulação
  • Calçados inadequados
  • Doenças sistêmicas

Artrose

A artrose pode acontecer em qualquer articulação do pé. Ela é uma doença crônica que causa dor e aumento de voluma dos ossos. Com o envelhecimento, a artrose pode causar alterações na forma dos pés, levando à dor.
A artrose pode afetar o dedão do pé, deixando a articulação mais rígida e com menor movimento. Os ossos podem aumentar de tamanho, e você poderá notar um nódulo ao lado da base do dedão, chamado de bunion (popularmente é conhecido como joanete). Quando o nódulo acontece no dedinho do pé, ele é chamado de bunionette.
A artrose pode acontecer na área do arco do pé, e também no tornozelo, mas esta última geralmente acontece depois de um trauma ou de uma artrite do tornozelo.

Artrite
 
Vários tipos de artrite podem afetar os pés de diferentes formas.
  • Artrite reumatoide: afeta várias articulações dos pés
  • Artrite reativa: geralmente afeta o tornozelo e ao redor do calcanhar. Pode causar inchaço dos dedos dos pés (dactilite)
  • Artrite psoriásica: Pode causar inchaço dos dedos dos pés (dactilite)
  • Gota: afeta mais frequentemente o dedão do pé (podagra)
  • Espondilite anquilosante: afeta principalmente a coluna, mas também pode inflamar a região do calcanhar.
As artrites não só causam inflamação nas articulações, mas também nos tendões e nos tecidos moles dos pés. Quando esta inflamação ocorre na região onde os tendões se inserem nos ossos, chamamos de Entesite, e um local comum de isso acontecer é na parte de trás do calcanhar (tendão de aquiles). A dactilite (dedo em salsicha) causa dor e inchaço nos dedos do pé, e está associada com a artrite reativa e psoriásica.

A gota é uma das artrites mais dolorosas que existe e é causada pela formação de cristais na articulação. Ela frequentemente afeta o pé, e o dedão do pé é a articulação mais acometida, podendo ficar avermelhada, quente e inchada durante uma crise, que dura cerca de uma a duas semanas. Se não tratada, a gota pode causar sequelas nos pés.

A atuação da Fisioterapia

tratamento da artrose do pé passa por uma avaliação criteriosa do estágio da doença, da sua evolução e das possíveis deformidades associadas. Podem instituir-se mudança de hábitos, adaptação da atividade física, uso de medicamentos, sessões de fisioterapia, uso de palmilhas ou ortóteses.

As sessões de fisioterapia têm o objetivo de reduzir a dor e a inflamação É necessário que se faça exercícios que fortaleçam os músculos ao redor da articulação e aumentam a amplitude de movimentos do paciente, ajudando na redução da dor.



Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Nenhum comentário

    Tecnologia do Blogger.