1. Concentre-se no que você precisa fazer para se sentir melhor, não no que causou sua doença. Em resumo, olhe para frente, não pa...

10 mandamentos da Fibromialgia




1. Concentre-se no que você precisa fazer para se sentir melhor, não no que causou sua doença. Em resumo, olhe para frente, não para trás.

2. Procure tratamentos, não cura. Poucas doenças crônicas tem cura, e isso inclui a fibromialgia. Até que se ache uma cura, fique focada em tratar os sintomas.

3. Procure um médico e/ou um fisioterapeuta. É muito importante que o profissional compreenda e ouça suas queixas. Para ajudá-lo, tente fazer em que cada visita sejam discutidos poucos problemas por vez. Uma lista muito grande em uma só visita pode atrapalhar mais que ajudar.

4. Faça exercícios e tente a terapia cognitivo-comportamental. Quando alguém recomenda estas coisas, não acham que você é preguiçosa ou maluca. Esses tratamentos comprovadamente reduzem a dor, cansaço e humor.

5. Tente remédios comprovados cientificamente antes de terapias não testadas.

6. Quando estiver tentando uma medicação, faça um teste com você mesma:

*Tenha certeza que a medicação é segura (mandamento 5)
*Apenas comece um tratamento quando você puder saber exatamente se ele vai ajudar
*Veja se você melhora quando usa o remédio.
*Veja se você piora quando para o remédio.
*Veja se você fica melhor de novo se você recomeça o tratamento.
*Se o remédio passa por este teste, provavelmente ele funciona para você.

7. Se os seus sintomas pioram, não culpe o tratamento achando que ele parou de funcionar e não pare de repente com as medicações que está tomando ou saia correndo atrás de outro remédio. Estas doenças sempre se comportam com altos e baixos. Procure fatores de estresse que possam ter causado uma piora. Além disso, lembre-se que pode ser perigoso parar alguns remédios de repente. Cheque sempre antes com seu médico.

8. Quando um tratamento melhora seus sintomas, você deve aumentar a sua função. Isto é, se você melhorar com a medicação, tire vantagem disso, aumentando as suas atividades no dia-a-dia conforme a melhora dos seus sintomas. Faça isso com moderação, e não exagere! Não tente compensar o tempo perdido.

9. Pense muito antes pedir afastamento do trabalho ou auxílio-doença. Estes processos são muito estressantes, e tipicamente não resultam em melhora da saúde ou da capacidade física.

10. Lembre-se sempre que há sempre esperança. A maioria das pessoas com FM usam tratamentos que ajuda, e vivem melhor, com vida normal. Eduque-se, envolva-se no seu tratamento.

0 comentários:

Quem sofre com as dores causadas pela fibromialgia pode valer-se do shiatsu para sentir-se melhor. Segundo pesquisadores da Faculdade de...

Shiatsu alivia dores da fibromialgia


Quem sofre com as dores causadas pela fibromialgia pode valer-se do shiatsu para sentir-se melhor. Segundo pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), o shiatsu é uma terapia complementar eficaz no alívio das dores.

O estudo envolveu 34 pessoas que sofriam com fibromialgia. Essas foram divididas em dois grupos: o primeiro com 17 pessoas que receberam 16 sessões de shiatsu de 50 minutos cada; e o segundo com 17 pessoas que não receberam as massagens, apenas uma cartilha com orientações educativas sobre a doença.

Além de aliviar as dores, o shiatsu ajudou a melhorar a qualidade do sono, a sensação de equilíbrio e a qualidade de vida geral dos pacientes. Todos os voluntários responderam a questionários sobre as dores que sentiam, a qualidade do sono, ansiedade, confiança no equilíbrio e qualidade de vida geral.

No início do estudo, 70% dos pacientes do grupo que realizou sessões de shiatsu afirmaram que a fibromialgia tinha forte impacto em suas vidas. Após oito semanas de tratamento, essa taxa caiu para 29%. Entre os pacientes que não receberam o shiatsu, a variação foi menor: de 64% no início, para 59% após oito semanas.

Analisando a qualidade do sono, o shiatsu também mostrou-se eficiente. No início do estudo, 94% dos voluntários diziam ter distúrbios do sono. Depois de oito semanas de shiatsu, essa taxa caiu para 59%.

De acordo com os pesquisadores, o shiatsu mostrou-se uma técnica eficiente no tratamento da fibromialgia, mas são necessários mais estudos para aprofundamento do tema, já que o estudo foi de curto prazo.

Fonte: Agência USP, 30 de janeiro de 2013


0 comentários:

A artrose é a forma mais comum de reumatismo, é considerad...

Como tratar a artrose?

Como tratar a artrose?

A artrose é a forma mais comum de reumatismo, é considerada uma doença frequente na espécie humana, determina um dos principais fatores de incapacidade física no indivíduo. Afeta a maioria da população depois dos 60 anos e pode ter graus variados de intensidade e de comprometimento das articulações. A doença é mais comum nas mulheres.

Embora não haja cura, a maioria dos tratamentos controla a dor e melhora a funcionalidade. Pode fazer parte de um tratamento exercício físico, controle de peso, descanso e alívio do estresse sobre as articulações, técnicas para alívio da dor, remédios, cirurgia e terapias complementares.

Os ossos de uma articulação são mantidos em uma posição, na qual pode-se fazer apenas alguns movimentos, pois são ligados por tendões e ligamentos. A artrose é a destruição progressiva dos tecidos que compõem a articulação, em particular a cartilagem, fazendo com que o paciente sinta dores, deformações e limitação nos movimentos. Todas as articulações podem ser afetadas, principalmente joelhos, pés, a coluna e os ombros. A mais frequente nas mulheres (após a menopausa) é na ponta dos dedos.

Uma das melhores formas de tratamento é o exercício físico, ele pode melhorar o humor, diminuir a dor, melhorar a flexibilidade, fortalecer o coração e melhorar a circulação sanguínea, controlar o peso e melhorar o estado de condicionamento físico. A quantidade de exercícios é definida de acordo com a prescrição medica, varia de acordo com as articulações que apresentam artrose, o quão estável ela é, dentre outros. Pessoas com artrose costumam fazer caminhadas, natação e aeróbica, como exercício físico.

O controle de peso é feito em pacientes que tem artrose e estão acima do peso, emagrecendo eles reduzem o estresse nas articulações que suportam peso, limitam lesões futuras e aumentam a mobilidade. Os tratamentos para artrose normalmente incluem descanso, pois os pacientes devem saber quando diminuir ou parar as atividades, assim previnem a dor causada pelo esforço excessivo.

Para aliviar a dor pode-se fazer compressas de calor e de frio (tomar um banho quente pela manhã pode aliviar muito a dor durante o dia), TENS (técnica que usa um pequeno aparelho eletrônico para direcionar pulsos elétricos moderados às terminações nervosas) e Massagem. Ou usar remédios que o medico pode receitar. A cirurgia também pode ser aconselhada, pois alivia a dor e os efeitos da artrose. A decisão de fazer uma cirurgia inclui vários fatores como: idade do paciente, ocupação, nível de desabilitação causada pela artrose, intensidade da dor e grau com que a doença afeta o estilo de vida do paciente.

Algumas terapias podem ajudar a aliviar a dor da artrose: acupuntura, remédios populares (chás, bracelete de cobre, banho de lama, etc) e suplementos nutricionais (glicosamina e sulfato de condroitina).

Por Atletx.com

0 comentários:

Faça Fisioterapia