Exercícios de Fisioterapia para portadores de HIV










Pessoas que são fisicamente ativas, são mais saudáveis e vivem por mais tempo, quando comparadas àquelas inativas. Isto é verdade para todos, mas especialmente para aquelas com reumatismo. Os benefícios do exercício físico é bastante conhecido de todos e podem ser incluídos na Fisioterapia para portadores de HIV.

Diferentes síndromes reumáticas e fenômenos auto-imunes já foram associados à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), quer pela maior freqüência de adoecimento, quer pela maior gravidade. Ademais, em muitos casos, sintomas e sinais da doença reumática estão presentes na abertura do quadro de infecção pelo HIV (como na síndrome de soroconversão) ou da síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).

Há descrição de várias doenças reumatológicas relacionadas à infecção pelo HIV. O papel do HIV no desenvolvimento das doenças inflamatórias crônicas e autoimunes não está completamente esclarecido. Com a progressão da doença, existem doenças reumatológicas que aparecem ou pioram como a Síndrome de Reiter e ao mesmo tempo doenças pré-existentes como o Lupus e Artrite Reumatóide podem melhorar com o decorrer do tempo. Na última década o padrão da incidência dessas doenças na infecção pelo HIV (vírus da imunodeficiência humana) tem se modificado. Doenças que raramente eram descritas nos primeiros estudos, como a síndrome da linfocitose infiltrativa difusa e a artrite associada ao HIV, tornam-se problemas cada vez mais comuns.

A fisioterapia tem um papel importante para amenizar o quadro clínico de muitas doenças reumatológicas, inclusive as relacionadas a infecção pelo HIV.

As principais condições relacionadas com o HIV incluem as mialgias, as atrofias musculares, as poliomiosites e as piomiosites.

As mialgias são queixas relativamente presentes nos pacientes com infecção pelo HIV. Habitualmente são generalizadas, recorrentes, com adequada resposta aos analgésicos comuns. Tem sido igualmente relatada atrofia muscular de diferentes graus, de caráter multifatorial, atribuída a alterações neurológicas, nutricionais e/ou infecciosas, relacionada com a AIDS. O envolvimento muscular pode evidenciar-se meses ou anos após o início dos sintomas e sinais de imunossupressão, ou apresentar-se como a única manifestação

Há três tipos principais de exercícios, cada com um papel na melhora da saúde, aptidão e, reduzindo a incapacidade e a dor relacionada às patologias. Vamos falar um pouco mais sobre eles:

Alongamentos: são exercícios suaves, que praticados diariamente, promovem uma melhora da qualidade muscular, aumento da flexibilidade e, se feito corretamente, reduzem as lesões provocadas pelo esforço do dia a dia. São a base de qualquer programa de reabilitação.

Condicionamento Muscular (força e resistência): estes são mais vigorosos que o anterior e, normalmente executado em dias alternados. Eles são indicados para um aumento da quantidade e qualidade do músculo, trabalhando com cargas e resistências crescentes. Exige controle estrito de um técnico especializado, como um professor de educação física, além do médico, é claro.

Condicionamento Aeróbico: estes incluem atividades que usam os músculos do corpo de modo rítmico e repetitivo, melhorando coração, pulmão e função muscular. Também é o tipo de exercício que tem benefícios para o controle do peso, humor e saúde geral. Exemplos deste tipo de exercícios são: caminhar, dançar, natação, hidroginástica ou ginástica aeróbica (sempre de baixo impacto), andar de bicicleta, etc.

Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Nenhum comentário

    Tecnologia do Blogger.